Tyrael Humano – Continuação da História – Lore Diablo

Tyrael Humano, é a continuação do primeiro texto Tyrael – Conheça mais da História deste Ex Arcanjo.

Se você perdeu a primeira parte não se preocupe, acesse o link e leia a primeira parte da história de Tyrael Humano.

“Você não pode me julgar! Eu sou a Justiça encarnada! Meu propósito é maior, proteger os inocentes, mas nossas preciosas leis os impedem de agir, então não serei mais seu irmão”.

Tyrael achava que tinha completado sua missão como mortal, mas estava enganado.

Adria revela seu pacto antigo com Diablo, e liberta o mesmo, usando Léa como hospedeiro.

Agora Diablo está livre, mais forte do que nunca, pois detém o poder dos Sete Grandes Males.

Diablo então parte para os Altos Céus, mas Tyrael e os outros o seguem.

Nesse momento, Tyrael entre em desespero e começa a refletir sobre suas ações.

tyrael-humano–continuacao-da-historia–lore-diablo

Tudo que ele fez como mortal acabava culminando em Diablo invadindo o Paraíso.

No entanto, seus companheiros humanos o fizeram recusar a derrota erguendo sua cabeça na luta contra o Diablo.

O grande mal então cai, e Tyrael decide voltar para o Conselho Angiris, mas dessa vez como um mortal.

Atendendo ao chamado, ele agora atenderia como Aspecto da Sabedoria (apesar de ainda permanecer também como aspecto da Justiça).

Através de Olhos Mortais – Tyrael Humano

A euforia de Tyrael não durou muito. Ele encontrava dificuldades para achar o seu lugar no Céu.

Alimentos e outras necessidades da vida mortal eram inexistentes no Céu, além do que a luz constante deste reino interferia em seus padrões de sono.

Enquanto ele poderia encontrar descanso, começou a sofrer pesadelos daquilo que Diablo havia trazido para ele.

Começou a se sentir fora do lugar como um mortal entre seus irmãos angelicais.

Nos Tribunais da Justiça (seu antigo domínio), visões fugazes de todos os anjos o agrediam assim como Diablo o fizera.

Tomado pela culpa, Tyrael não tinha coragem de enfrentar seu próprio julgamento e sempre fugia.

Cada vez mais, Tyrael ansiava pela simplicidade de sua vida como Arcanjo, deixando de ter limitações mortais.

Tal anseio chegou ao seu ápice quando testemunhou o Lightsong (nascimento de um anjo), sendo que agora mortal poderia apenas assistir o evento.

“Um anjo sem asas. Você é como um pássaro com as penas cortadas que não pode voar. Talvez devêssemos colocar você em uma gaiola.” – Balzael zombando de Tyrael.

tyrael-humano–continuacao-da-historia–lore-diablo-anjo-sem-asas

A Reflexão de Tyrael Humano

Alienado e sozinho, Tyrael refletiu sobre seus ex-companheiros Cain, Léa e o Nefalém.

Todos eles tinham a capacidade de encontrar esperança em meio ao desespero e reunir coragem confrontando o medo avassalador.

Ao invés de esconder-se de suas emoções, Tyrael resolveu enfrentá-las. Lentamente foi adaptando-se ao seu novo status.

Mas tão logo Tyrael adaptava-se ao seu novo ser, notou um escurecimento sutil do reino.

No centro desta desarmonia crescente ele pôde enxergar a Pedra Negra das Almas.

Após a derrota de Diablo, Tyrael havia retomado seu envolvimento com o Conselho Angiris, embora agora encarnasse a sabedoria.

Através de sua posição, ele aprendeu que a Pedra Negra das Almas tinha sido recuperada pelos Anjos sob o comando de Imperius, e confiou-a ao grupo.

No entanto, Auriel e Imperius permaneceram num impasse sobre suas abordagens sobre como lidar com o artefato e Itherael foi paralisada pela indecisão.

tyrael-humano–continuacao-da-historia–lore-diablo-pedra-negra-das-almas-conselho-angiris

Fonte/Reprodução: DiabloWiki

Conselho Angiris

Tyrael começou a notar os efeitos adversos que a relíquia esteva tendo sobre os anjos e como ela conseguia bombardear as emoções mais escuras  e intrínsecas dos Grandes Males.

Ele avisou ao Conselho sobre a desarmonia que a pedra estava criando, mas foi largamente ignorado.

Depois de um grande debate, Tyrael sugeriu que a pedra fosse escondida no Santuário.

Imperius ficou horrorizado com tal sugestão, mas Auriel ficou ao lado de Tyrael.

Imperius sacou sua arma em direção à Tyrael o fazendo lembrar que ainda era um mortal, mas o mesmo negou-se a empunhar El’druin neste momento.

Lendo os escritos de Cain, Tyrael soube da existência dos “First Ones”, sendo um grupo de estudiosos que lançaram os alicerces para uma nova ordem.

Além disso, pesquisou histórias de locais escondidos do Santuário, como Ureh e o Santuário Arcano, além de tomar nota de uma rede de catacumbas dentro de Westmarch.

Neste meio tempo, um mensageiro de Auriel veio informar que o conselho recusou a agir em seu favor para esconder a Pedra Negra das Almas no Santuário.

Ele podia sentir uma sede de sangue que a Pedra Negra estava causando nos Céus, e sabia que os dias estavam contados caso ela permanecesse lá.

Durante mais uma “Lightsong”, um novo anjo nascia, mas dessa vez corrompido.

Tyrael podia perceber isso com seus olhos e ouvidos queimando, mas parecia que os outros anjos não percebiam a corrupção.

Foi então que após isso, Balzael o confrontou, e informou que amanhã seria o dia onde o Conselho iria julgar Tyrael por sua traição.

Mas Tyrael sabia que não podia ser salvo enquanto a Pedra Negra das Almas estivesse no céu.

Foi então que Tyrael optou por sair e formar sua própria equipe de seres humanos incubidos de carregar a Pedra Negra das Almas. Através de um portal, Tyrael então deixa os Céus.

Chegamos ao final deste texto Tyrael Humano.

Como você deve ter percebido, este ainda não será o último dos textos sobre ele.

Espero que tenham curtido e até a próxima.

 

 

 

Fonte: DiabloWiki